A adaptação de um novo aluno na escola Pampeano é um processo que tem seu início na primeira entrevista entre a professora e os pais, os quais apresentam seu filho, sua rotina, seus gostos e tudo o mais que pode contribuir para uma boa acolhida dessa criança. É também o momento desta família se adaptar a uma nova rotina!

Aqui na escola é um processo que leva em média uma semana, com horários gradativos que vão aumentando no decorrer deste período, começando por trinta minutos. A criança pode adaptar-se nos primeiros dias, como pode levar mais tempo e isso é contemplado em nosso projeto, uma vez que trabalhamos com a educação personalizada.

Na turma do berçário, por exemplo, a mãe fica junto na sala nos primeiros dias, depois segue o processo de vínculo com a professora. É muito tranquilo! E o que pode ajudar bastante nesse período é a segurança com relação a escolha da escola. Para isso sugerimos que os pais façam uma visita, conheçam em detalhes a proposta pedagógica, os estímulos e tudo o que a escola oferece desde a acolhida ao pleno desenvolvimento do seu filho. Uma vez seguros da decisão tomada, passarão confiança para seu filho! As crianças são muito sensitivas e percebem quando os pais não estão tranquilos, o que pode dificultar a adaptação. A convicção dos pais é fundamental para uma boa adaptação

Nas demais turmas, antes de trazer o filho para escola converse bastante com ele, comente sobre conhecer novos amigos, novas brincadeiras e atividades interessantes; fale da professora, que estará sempre atenta para ajudá-lo em tudo que precisar. Mostre confiança na escola e nos professores.

Durante a adaptação os pais levam seu filho até sua sala, se despedem dizendo que logo virão buscá-lo e se dirigem para uma sala destinada a este momento. A permanência de um responsável por acompanhar esse período é muito importante. A criança não deve sentir-se abandonada. Caso ela chorar, estiver ansiosa ou insegura, será levada ao responsável.

Há situações especiais em que fazemos um pouco diferente. Mesmo sendo uma criança maior, mas com muita dificuldade de desvincular-se da família, vamos sugerir a entrada do responsável junto a ela na sala, para que aos poucos vá adquirindo segurança. Entendemos que cada criança tem seu tempo e seu jeitinho especial de ser!

Ainda neste período, ao buscar seu filho na sala, ajude-o a despedir-se da professora e dos colegas. A caminho de casa pergunte o que ele mais gostou, reforçando positivamente sua boa impressão! Esses argumentos poderão ser lembrados na conversa em preparação do dia seguinte. Com alegria e confiança vamos vencendo os desafios a cada dia!